Museu Olho Latino expõe obras de Tiago Rego para celebrar o dia da “Consciência Negra”

tiago rego olho latino
Tiago dos Santos Rego
 
Atibaia: Obras do artista Tiago dos Santos Rego estão em exposição de 16 de novembro a 18 de dezembro no Museu Olho Latino, situado no Centro de Convenções e Eventos “Victor Brecheret”, em Atibaia, SP.
 
As obras do artista também integram a mostra “Influência da Cultura Afro-brasileira nas Artes Plásticas” da Semana da Consciência Negra, promovida pela Secretaria de Cultura e Eventos.
 
O artista foi convidado pelo curador Paulo Cheida Sans pela sua atuação artística diferenciada com temáticas que evocam e valorizam a importância da cultura negra.
 
tiago rego escultura
Tiago dos Santos Rego e sua escultura
 
Tiago dos Santos Rego tem 29 anos, nasceu e reside em Indaiatuba, SP. Desenha desde criança e na adolescência sofreu forte influência da cultura hip hop, ocasião em que começou a fazer grafites pelas ruas, incialmente em sua cidade natal e depois em outras, até mesmo a convite, como aconteceu no Shopping em Hortolândia em 2014, onde fez vários grafites em grandes dimensões. Cursa o bacharelado em Artes Visuais na PUC-Campinas e participou de exposições na Galeria desta universidade.
 
Contando com a curadoria de Paulo Cheida, o artista participou de projetos desafiadores como da mostra – “No Porão - Ocupação Olho Latino e Convidados” realizada em Campinas e do “Projeto SP Parade Copa” onde colaborou com a equipe de artistas na pintura de uma chuteira gigante, exposta em frente ao Museu de Arte Contemporânea de Campinas. Participou também de outras exposições, como da "Tudo O Que Eu Não Sei", mostra coletiva realizada no Memorial do Imigrante de Vinhedo, SP.
 
Como artista gravador o talento de Tiago Rego foi notado pela crítica, sendo premiado no 4° Prêmio Ibema Gravura em Curitiba, PR, em 2014. A gravura premiada "Eu e Eu" é uma das obras do artista em exposição.
 
Mulher de Ferro Tiago Rego
"Mulher de Ferro" - Tiago dos Santos Rego 
 
Para o curador Paulo Cheida a escultura “mulher de Ferro” mostra todo o potencial do artista em lidar com materiais inusitados ao fazer com arames retorcidos e sucata a peça de 2 metros de altura. Diz também que essa escultura é uma espécie de marco visual que muito bem ilustra a “consciência negra”.
 
A mostra “Mulher de Ferro” e gravuras de Tiago dos Santos Rego pode ser visitada até 18 de dezembro, de segunda a sexta-feira , das 9h às 17h, na Al. Lucas Nogueira Garcêz, 511, Parque das Águas, na Estância de Atibaia, SP.
 
 
Exposição: “Mulher de Ferro ” – Escultura e Gravuras de Tiago dos Santos Rego
Curadoria: Paulo Cheida Sans.
Período da mostra: 16 de novembro a 18 de dezembro de 2015.
Visitação: de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.
Local: Museu Olho Latino – primeiro andar do Centro de Convenções e Eventos “Victor
Brecheret”.
Endereço: Al. Lucas Nogueira Garcêz, 511 - Estância de Atibaia, SP.
 
 

Elaine Corsi expõe xilogravuras no Museu Olho Latino

Mais Um Elaine Corsi gravura
"Mais Um" - Elaine Corsi
 
Atibaia: A mostra “Tempos de (In)temperança” da artista mineira Elaine Corsi está em exposição de 11 de novembro a 18 de dezembro no Museu Olho Latino, situado no 1º andar do Centro de Convenções e Eventos “Victor Brecheret”, em Atibaia, SP. A curadoria é do prof. Dr. Paulo Cheida Sans.
 
A presente mostra é uma versão da exposição realizada pela artista na Galeria de Arte da Unicamp, na ocasião de sua defesa de tese de doutorado em Artes, e é composta por 13 xilogravuras, mostrando parte de sua produção feita recentemente.
 
Barcados Insanos Elaine Corsi gravura
"A Barca dos Insanos" - Elaine Corsi
 
Sobre as obras da artista, o professor Cires Canisio Pereira diz que suas obras “demonstram ao mesmo tempo tristeza e alegria, conformismo e inconformismo, covardia e encorajamento, enfim “temperança” e “intemperança”.
 
Elaine Corsi participou de várias exposições, principalmente na cidade de Uberlândia, MG, onde reside, e de outras, como em Piracicaba, SP, e Teresina, PI. No exterior expôs no Espace Pierre Cardin em Bruxelas, Bélgica.  Recebeu premiações em eventos em Uberlândia, MG, e Ribeirão Preto, SP.
 
Vaidade Elaine Corsi gravura
"A Vaidade" - Elaine Corsi
 
Para o curador Paulo Cheida a artista tem uma característica fantástica de sulcagem na execução da gravura, realizando xilogravuras com uma marca própria e autêntica.
 
Elaine Corsi
Elaine Corsi
 
“Tempos de (In)temperança” de Elaine Corsi pode ser visitada até 18 de dezembro, de segunda a sexta-feira-feira, das 9h às 17h, na Al. Lucas Nogueira Garcêz, 511, Parque das Águas, na Estância de Atibaia, SP. A realização da mostra é do Museu Olho Latino e da Secretaria de Cultura e Eventos.
 
 
Exposição: “Tempos de (In)temperança” – xilogravuras da artista Elaine Corsi
Curadoria: Paulo Cheida Sans.
Período da mostra: 11 de novembro a 18 de dezembro de 2015.
Visitação: de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.
Local: Museu Olho Latino.
Endereço: Al. Lucas Nogueira Garcêz, 511 - Estância de Atibaia, SP.
 
 

Paulo Cheida Sans lança livro na FNAC Campinas

convite fnac campinas shopping parque d pedro paulo cheida sans lançamento livro artes e vicinalidades

 

Campinas: Paulo Cheida Sans lança seu mais novo livro na FNAC do Parque D. Pedro Shopping, em Campinas, SP.

O lançamento de "Artes e Vicinalidades: Entre a gravura, o objeto e a instalação" acontece no dia 26 de junho de 2015, às 19h30, com a presença do autor / artista. Todos estão convidados!

 

 

A série Melancólicas da artista peruana Olga Flores é destaque do Acervo Olho Latino

olga flores melancolicas
 
Atibaia: O Museu Olho Latino tem por praxe destacar obras de seu acervo e sempre que possível mostrar parte da coleção para o público. O curador Paulo Cheida Sans escolheu para ocupar o espaço Acervo a mostra da série Melancólicas da artista peruana Olga Flores, que está exposta de 18 de maio a 30 de junho de 2015 no Museu Olho Latino, situado no 1º andar do Centro de Convenções e Eventos Victor Brecheret, em Atibaia, SP.
 
As obras feitas em serigrafia mostram um mundo alienado povoado de mulheres, meninas, bonecas e personagens que contracenam com jogos de azar compondo um imaginário fértil e inovador.
 
Olga Flores peru
Olga Flores.
 
Olga Flores nasceu e reside em Lima, Peru. É coordenadora da Especialidade de Gravura da Faculdade de Arte da Pontifícia Universidade Católica do Peru. Participa ativamente de exposições nacionais e internacionais. Obteve o primeiro Prêmio e Menção Honrosa nos Salões do Instituto Cultural Peruano Norte Americano de Lima ICPNA em 1987 e 1988 respectivamente. É reconhecida como uma das principais gravadoras de seu país e é uma das curadoras da mostra Fronteras Nómades que une professores artistas do Brasil, Chile e Peru.
 
Conheça mais sobre a série Melancólicas de Olga Flores.
 
A exposição Melancólicas de Olga Flores pode ser visitada até 30 de junho, de segunda a sábado, das 9h às 17h, na Al. Lucas Nogueira Garcêz, 511, Parque das Águas, na Estância de Atibaia, SP. A realização da mostra é do Museu Olho Latino e Secretaria de Cultura e Eventos da Prefeitura Municipal da Estância de Atibaia.
 
convite melancolicas atibaia museu olho latino olga flores
(clique na imagem para ampliar)
 
Exposição: Melancólicas – Serigrafias da artista peruana Olga Flores
Curadoria: Paulo Cheida Sans.
Período da mostra: 18 de maio a 30 de junho de 2015.
Visitação: de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.
Local: Museu Olho Latino (primeiro andar do Centro de Convenções e Eventos Victor Brecheret).
Endereço: Al. Lucas Nogueira Garcêz, 511 - Estância de Atibaia, SP. Cep: 12941-650.
Realização: Museu Olho Latino e Secretaria de Cultura e Eventos da Prefeitura Municipal da Estância de Atibaia
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
 
 

Olho Latino de luto por Antonio Henrique Amaral

antonio henrique amaral olho latino
 
Luto: O artista plástico Antonio Henrique Amaral morreu na sexta-feira (24 de abril) em São Paulo, aos 79 anos por complicações decorrentes de um câncer no pulmão.
 
Pintor, desenhista e gravador, teve destaque principalmente pela sua série de “Bananas” que lhe valeu um prêmio de viagem ao exterior do Salão de Arte Moderna no Rio de Janeiro em 1971. Com o prêmio instalou-se em Nova York de onde retornou em 1981. Ao longo dos últimos 40 anos vinha realizando diversas exposições individuais e tinha participado de exposições coletivas no Brasil e no exterior. Sua obra está representada em coleções particulares, públicas brasileiras e estrangeiras.
 
Participou de várias mostras realizadas pelo Museu Olho Latino e recebeu homenagem na 3ª Bienal Nacional de Gravura Olho latino, em 2007. Conheça mais sobre o artista acessando o Catálogo Digital do Acervo Olho Latino e veja as 3 gravuras do Acervo. Essas obras são do histórico álbum de xilogravuras coloridas “O Meu e o Seu”, lançado em 2007.