Coletivo Olho Latino expõe O espantalho que não mente na Casa do Lago

Espantalho Cartaz unicamp olho latino 

Campinas: A exposição “O espantalho que não mente” do Coletivo Olho Latino acontece de 29 de maio a 21 de junho na Galeria do Espaço Cultural Casa do Lago na Unicamp (Campinas, SP).

A temática “A mente do espantalho que não mente” veio a consolidar o projeto dos “Espantalhos” iniciado em 2016 e que foi sendo desenvolvido com a inserção de novas obras. Para a concepção da mostra atual, o Coletivo Olho Latino apresenta obras tridimensionais com esculturas feitas com materiais diversos, tendo a xilogravura como destaque em todas as criações.

A mostra é apresentada em caráter itinerante e em cada exposição é exibida com novas variações, caracterizando sempre em perfil expositivo inédito, reunindo a essência da produção realizada com o tema dos “Espantalhos” que alcança êxito por onde é exposta. No exterior os “espantalhos” já foram vistos no “1º Festival de Videoarte Mata Negra de la Patagonia Austral” da Argentina e na “VII Bienal de Lo Inusitado” realizada no Centro Cultural Brasil Peru da Embaixada do Brasil em Lima.

Para o curador, Paulo Cheida Sans, a mostra é a concretização de um projeto de produção artística extensa, possibilitando ao visitante conhecer um modo peculiar de criação coletiva onde cada artista, mesmo tendo a sua marca pessoal, contribui para a formação de um visual único e característico da equipe, reforçando a presença do coletivo como um dos principais do país nesse gênero.

A mostra do Coletivo Olho Latino reúne cerca de 20 obras realizadas por artistas de várias cidades do interior do Estado de São Paulo. Todos os expositores possuem currículos com inúmeras participações e todos são professores da área de Artes. Participam: Alex Roch, Bruno NITZ, Celina Carvalho, Cibele Marion Sisti, Lari Leite, Maricel Fermoselli, Paulo Cheida Sans, Suely Arnaldo e Tiago Rego.

O manifesto do “Espantalho”, que alude aos problemas sociais da atualidade, pode ser visto no site www.olholatino.com.br.

A exposição pode ser visitada de 29 de maio a 21 de junho 2018, de segunda a sexta-feira, das 9h às 21h, na Galeria do Espaço Cultural Casa do Lago da Unicamp, situada na Av. Érico Veríssimo, 1011 - Unicamp - em Campinas. Em 7 de junho, às 16h, acontecerá o encontro com os expositores no local da mostra. A entrada é gratuita.

 

Serviço:

Exposição: “O espantalho que não mente” - Gravuras e Esculturas do Coletivo Olho Latino.
Curadoria: Paulo Cheida Sans.
Expositores: Alex Roch, Bruno NITZ, Celina Carvalho, Cibele Marion Sisti, Lari Leite, Maricel Fermoselli, Paulo Cheida Sans, Suely Arnaldo e Tiago Rego.
Período da mostra: 29 de maio a 21 de junho de 2018.
Visitação: de segunda a sexta-feira, das 9h às 21h.
Local: Galeria do Espaço Cultural Casa do Lago.
Endereço: Av. Érico Veríssimo, 1011 - Unicamp - Campinas, SP.
Entrada Gratuita.
 
 

"Qual é o seu espanto?" está em exposição no Museu Olho Latino

Convite Qual é o seu Espanto - Coletivo Olho Latino, curadoria Paulo Cheida Sans - Museu Olho Latino  

 

Atibaia: A exposição “Qual é o seu espanto?”, do Coletivo Olho Latino com curadoria do prof. Dr. Paulo Cheida Sans, está aberta ao público até 21 de maio no Museu Olho Latino em Atibaia, SP. Vale conferir o evento que apresenta mais uma versão inédita da temática “Espantalho”, em referência aos problemas sociais da atualidade. A mostra reúne gravuras nas técnicas de linogravura, xilogravura e serigrafia. 

O projeto “Espantalho” vem sendo desenvolvido pelo Coletivo desde 2016 e já foi exposto em Jundiaí, Campinas e também no exterior, como na Argentina e no Peru.

A mostra do Coletivo Olho Latino reúne obras realizadas por artistas de várias cidades do interior do Estado de São Paulo. Todos os expositores possuem currículos com inúmeras participações e todos são professores da área de Artes. Participam: Alex Roch, Bruno NITZ, Celina Carvalho, Cibele Marion Sisti, Lari Leite, Maricel Fermoselli, Paulo Cheida Sans, Suely Arnaldo e Tiago Rego.

O evento em Atibaia acontece de 21 de março a 21 de maio no Museu Olho Latino, localizado no 1º andar do Centro de Convenções e Eventos “Victor Brecheret” na Al. Lucas Nogueira Garcêz, 511 - Estância de Atibaia, SP. A entrada é gratuita.

A realização da mostra “Qual é o seu espanto?” é do Museu Olho Latino e da Secretaria de Cultura e Eventos - Prefeitura da Estância de Atibaia.

 

Serviço:

Exposição: “Qual é o seu espanto?” - Coletivo Olho Latino.
Curadoria: Paulo Cheida Sans.
Expositores: Alex Roch, Bruno NITZ, Celina Carvalho, Cibele Marion Sisti, Lari Leite, Maricel Fermoselli, Paulo Cheida Sans, Suely Arnaldo e Tiago Rego.
Período da mostra: 21 março a 21 de maio de 2018. 
Local: Museu Olho Latino e Centro de Convenções e Eventos “Victor Brecheret”
Endereço: Al. Lucas Nogueira Garcêz, 511 - Estância de Atibaia, SP.
Entrada Gratuita.

 

 

Coletivo Olho Latino expõe os espantalhos na Casa de Vidro

Casa De Vidro campinas taquaral olho latino exposição a mente do espantalho que não mente

 

Campinas: A exposição “A mente do espantalho que não mente” do Coletivo Olho Latino será aberta em 15 de dezembro, às 18h, na Casa de Vidro em Campinas, SP.

A temática “A mente do espantalho que não mente” veio a consolidar o projeto dos “Espantalhos” iniciado no ano passado e que foi sendo desenvolvido com a inserção de novas obras. Para a concepção da mostra atual, o Coletivo Olho Latino apresenta obras tridimensionais, com esculturas feitas com materiais diversos, e bidimensionais, tendo a xilogravura como destaque em todas as criações.

A mostra chega a Campinas com um perfil inédito, reunindo um pouco da produção realizada com o tema dos “Espantalhos”, que alcança êxito por onde é exposta, como no “1º Festival de Videoarte Mata Negra de la Patagonia Austral” da Argentina e na “VII Bienal de Lo Inusitado” realizada no Centro Cultural Brasil Peru da Embaixada do Brasil em Lima.

Para o curador, Paulo Cheida Sans, a mostra é a concretização de um projeto de produção artística extensa, possibilitando ao visitante conhecer um modo peculiar de criação coletiva onde cada artista, mesmo tendo a sua marca pessoal, contribui para a formação de um visual único e característico da equipe, reforçando a presença do coletivo como um dos principais do país nesse gênero.

A mostra do Coletivo Olho Latino reúne cerca de 30 obras realizadas por artistas de várias cidades do interior do Estado de São Paulo. Todos os expositores possuem currículos com inúmeras participações e todos são professores da área de Artes. Participam: Alex Roch, Bruno NITZ, Celina Carvalho, Cibele Marion Sisti, Lari Leite, Maricel Fermoselli, Paulo Cheida Sans, Suely Arnaldo e Tiago Rego.

O manifesto do “Espantalho”, que alude aos problemas sociais da atualidade, pode ser visto no site www.olholatino.com.br.

A exposição pode ser visitada a partir de 15 de dezembro até 15 de março de 2018 no 1º andar da Casa de Vidro, situada no Lago do Café, à Av. Heitor Penteado, 2145, Taquaral, em Campinas. A entrada é gratuita.
A realização é do Museu da Cidade, Secretaria de Cultura e Prefeitura de Campinas com o apoio do Museu Olho Latino.

Convite a mente do Espantalho que não mente casa de vidro olho latino taquaral campinas

Serviço:

Exposição: “A mente do espantalho que não mente” - Gravuras e Esculturas do Coletivo Olho Latino.
Abertura: 15 de dezembro de 2017, às 18h.
Curadoria: Paulo Cheida Sans.
Expositores: Alex Roch, Bruno NITZ, Celina Carvalho, Cibele Marion Sisti, Lari Leite, Maricel Fermoselli, Paulo Cheida Sans, Suely Arnaldo e Tiago Rego.
Período da mostra: 15 de dezembro de 2017 a 15 de março de 2018.
Visitação: de terça a sexta, das 9h às 17h, e aos sábados, das 9h às 13h. 
Local: Casa de Vidro (Lago do Café).
Endereço: Av. Heitor Penteado, 2145, Taquaral, Campinas, SP.
Entrada Gratuita.

 

 

Museu Olho Latino realiza a 7ª Bienal do Esquisito no Brasil e no Peru

convite o espantalho que não mente el espantapajaros que no miente 7ª bienal do esquisito VII 7 museu olho latino paulo cheida sans
(clique na imagem para ampliar)
 

O Museu Olho Latino, especializado na arte da gravura, fundado e dirigido pelo casal de artistas campineiros, Celina Carvalho e Paulo Cheida Sans, faz a 7ª Bienal do Esquisito de modo simultâneo no Brasil e no Peru.

Em Atibaia, SP, cidade em que o Museu Olho Latino tem sede de exposições, o evento com o tema “A mente do espantalho que não mente” foi aberto no último sábado, exibindo videoartes e contando também com a apresentação do Grupo da Academia Brasileira de Harpas.

Em Lima, no Peru, a versão do evento tem a temática “O espantalho que não mente” e será aberta em 09 de novembro na Galeria Tarsila do Amaral no Centro Cultural Brasil – Peru da Embaixada Brasileira com expositores peruanos e brasileiros.

Para o curador Paulo Cheida as duas mostras se completam e, ao mesmo tempo, são independentes. Diz que desde a primeira edição, realizada em 2001, os temas que encabeçam as edições da Bienal do Esquisito causam estímulo entre os artistas participantes e os visitantes. Temas como “A moda da antimoda”, a “Emenda da churrasqueira”, o “Enterro da sardinha”, a “Poética do nada”, o “Aqui já é lá!” e “A face oculta de um acéfalo” trouxeram uma sinergia para a sequência da Bienal que tem como objetivo unir o público infantil, adolescente e adulto para conhecer e vibrar com a criatividade.

Na sequência das edições, a Bienal do Esquisito tem se consolidado como um significativo marco da arte contemporânea por mostrar a arte atual de modo inusitado, descontraído e com qualidade artística merecedora de apreciação.

A Bienal deste ano é a concretização de um projeto de produção artística iniciado no ano passado pelo Coletivo Olho Latino. O desenvolvimento deste projeto começou na Chácara Olho Latino com obras tridimensionais e depois contando também com obras bidimensionais. O projeto foi ampliado com a participação de mais artistas e com a participação da artista peruana Olga Flores, responsável pela apresentação desta Bienal em Lima.

O evento reúne obras de artes visuais feitas em variadas técnicas, tendo a gravura em evidência sendo mostrada de forma expandida em suportes diversos.

Em Atibaia, o convidado especial Hélio Schonmann participa ao lado dos seguintes participantes brasileiros: Fabiano Carriero, João Bosco de Oliveira, Mathias Reis, Márcio Zago, Valner Cintra e Cia. Talagadá - Teatro de Formas Animadas. Do Coletivo Olho Latino participam: Alex Roch, Bruno NITZ, Celina Carvalho, Cibele Marion Sisti, Lari Leite, Maricel Fermoselli, Paulo Cheida Sans, Suely Arnaldo e Tiago Rego. Há também a participação por vídeo dos professores artistas da PUC Peru.

Em Lima, além das obras dos artistas do Coletivo Olho Latino, participam também os professores artistas da Especialidad de Grabado de la Pontificia Universidad Católica del Perú: Zoila Reyes, Diego Girao, Karla Zorrilla, Ana Galina Paredes, Miguel Torres, Carolina Salinas, Olga Flores e Cristina Dueñas.

A Diretora Rose Falcão do Centro Cultural Brasil – Peru disponibilizará, na ocasião da abertura da Bienal, o livro Mix Literário Brasil – Peru com textos de escritores brasileiros e peruanos, que conta com a capa e ilustrações feitas por Paulo Cheida.

A 7ª Bienal do Esquisito reforça um elo entre dois países Latinos, ficando Atibaia e Lima protagonistas de um evento que merece ser apreciado.

O evento em Atibaia acontece no Museu Olho Latino e Centro de Convenções e eventos “Victor Brecheret” à Al. Prof. Lucas Nogueira Garcêz, 511. No Peru, em Lima, acontece no Centro Cultural Brasil – Peru na Calle Atahualpa, 390 – Miraflores.

Nos dois locais as mostras acontecem até 30 de novembro com entrada gratuita.

 

Convite MIX literario livro arte brasil peru paulo cheida sans
(clique na imagem para ampliar)

 

Serviço:

Evento: 7ª Bienal do Esquisito.

Curadoria: Paulo Cheida Sans.

Expositores: Coletivo Olho Latino e professores artistas da Especialidad de Grabado da Pontifícia Universidad Católica del Perú.

Em Atibaia: Período da mostra: 04 a 30 de novembro de 2017.
Visitação: de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h.
Local: Museu Olho Latino e Centro de Convenções e Eventos “Victor Brecheret”
Endereço: Al. Lucas Nogueira Garcêz, 511 - Estância de Atibaia, SP.
Entrada Gratuita.

Em Lima, Peru: Período da mostra: 09 a 30 de novembro de 2017.
Visitação: de segunda a quinta-feira, das 7h30 às 19h30; sexta-feira, das 7h30 às 19h30; sábado das 9h às 19h30.
Local: Galeria Tarsila do Amaral do Centro Cultural Brasil – Peru da Embaixada do Brasil.
Endereço: Calle Atahualpa, 390 – Miraflores – Lima, Peru.
Entrada Gratuita.

 

 

Os espantalhos são o mote da 7ª Bienal do Esquisito em Atibaia

convite 7 bienal do esquisito museu olho latino
(clique na imagem para ampliar)

  

A 7ª Bienal do Esquisito será aberta em 04 de novembro, às 19h, no Centro de Convenções e Eventos “Victor Brecheret” e Museu Olho Latino em Atibaia. A abertura será abrilhantada com a parte musical a cargo do Grupo da Academia Brasileira de Harpas.

A Bienal do Esquisito tem se consolidado como um significativo marco da arte contemporânea nacional, dada a sua trajetória de temas inusitados e da qualidade das obras expostas em cada edição. Este ano a temática é “A mente do espantalho que não mente” que veio a consolidar a exposição dos “Espantalhos” realizada no ano passado em comemoração aos 10 anos do Museu Olho Latino na cidade de Atibaia.

Para o curador Paulo Cheida Sans o evento é a concretização de um projeto de produção artística iniciado no ano passado pelo Coletivo Olho Latino. O desenvolvimento do projeto foi iniciado na Chácara Olho Latino com obras tridimensionais e depois contando também com obras bidimensionais. As exposições aconteceram em Hortolândia, Campinas e Atibaia.

Para a 7ª Bienal do Esquisito o projeto foi ampliado com a participação de mais artistas e com a participação especial da curadora e artista peruana Olga Flores, responsável pela apresentação desta Bienal em Lima, Peru, que também acontecerá no mês de novembro.

O evento reunirá obras de artes visuais em variadas técnicas e contará também com a apresentação de videoartes. Desde o início das edições da Bienal do Esquisito os temas sugeridos pelo curador causaram estímulo entre os artistas participantes. Temas como “A moda da antimoda”, a “Emenda da churrasqueira”, o “Enterro da sardinha”, a “Poética do nada”, o “Aqui já é lá!” e “A face oculta de um acéfalo” trouxeram uma sinergia para a sequência das Bienais que tem como objetivo unir o público infantil, adolescente e adulto para conhecer e vibrar com a criatividade.

A Bienal do Esquisito tem como finalidade sintonizar o público com a arte contemporânea. Busca oferecer um elo de comunicação entre o artista e o espectador.

Em Atibaia, o evento apresentará obras dos seguintes artistas: Professores artistas da Especialidad de Grabado de la Pontificia Universidad Católica del Perú: Zoila Reyes, Diego Girao, Karla Zorrilla, Ana Galina Paredes, Miguel Torres, Carolina Salinas, Olga Flores e Cristina Dueñas. Do Brasil, como convidado especial participará: Hélio Schonmann. A seguir está a listagem dos demais participantes: Fabiano Carriero, João Bosco de Oliveira, Mathias Reis, Márcio Zago, Valner Cintra e Cia. Talagadá - Teatro de Formas Animadas. Do Coletivo Olho Latino participam: Alex Roch, Bruno NITZ, Celina Carvalho, Cibele Marion Sisti, Lari Leite, Maricel Fermoselli, Paulo Cheida Sans, Suely Arnaldo e Tiago Rego.

No Peru, em Lima, a Bienal do Esquisito acontecerá na Galeria Tarsila do Amaral do Centro Cultural Brasil – Peru da Embaixada do Brasil, sob o comando da Diretora Rose Falcão. Lá serão expostas obras do Coletivo Olho Latino, dos professores artistas da Especialidad de Grabado da PUCP e também de artistas do CCBP.

A 7ª Bienal do Esquisito reforça um elo entre dois países Latinos, ficando Atibaia e Lima protagonistas de um evento que merece ser apreciado.

O evento em Atibaia acontecerá de 04 a 30 de novembro no Centro de Convenções e Eventos “Victor Brecheret” e Museu Olho Latino à Al. Lucas Nogueira Garcêz, 511 - Estância de Atibaia, SP. A entrada é gratuita.

A realização da 7ª Bienal do Esquisito em Atibaia é do Museu Olho Latino e da Secretaria de Cultura e Eventos - Prefeitura da Estância de Atibaia.

 

 

Serviço:

Evento: 7ª Bienal do Esquisito.
Abertura: 04 de novembro às 19 horas.
Apresentação musical: Grupo da Academia Brasileira de Harpas.
Exposição: “A mente do espantalho que não mente”.
Expositores: Participação Especial: Professores artistas da Especialidad de Grabado de la Pontificia Universidad Católica del Perú: Zoila Reyes, Diego Girao, Karla Zorrilla, Ana Galina Paredes, Miguel Torres, Carolina Salinas, Olga Flores e Cristina Dueñas. Convidado Especial: Hélio Schonmann. Participantes: Fabiano Carriero, João Bosco de Oliveira, Mathias Reis, Márcio Zago, Valner Cintra e Cia. Talagadá - Teatro de Formas Animadas; Coletivo Olho Latino: Alex Roch, Bruno NITZ, Celina Carvalho, Cibele Marion Sisti, Lari Leite, Maricel Fermoselli, Paulo Cheida Sans, Suely Arnaldo e Tiago Rego.
Curadoria: Paulo Cheida Sans.
Período da mostra: 04 a 30 de novembro de 2017.
Visitação: de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h.
Local: Museu Olho Latino e Centro de Convenções e Eventos “Victor Brecheret”
Endereço: Al. Lucas Nogueira Garcêz, 511 - Estância de Atibaia, SP.
Entrada Gratuita.